Notícias

Notícias

set 03, 2021

Empresários do Araripe apresentam sugestões para o Sistema FIEPE

Os empresários da indústria do Araripe estiveram reunidos nesta quarta-feira, dia 1º, com os diretores e superintendentes do Sistema FIEPE que receberam diversas sugestões para ações da FIEPE, IEL, SESI e SENAI de Pernambuco. O processo de escuta aos empresários serve como base para a criação do planejamento das ações para o período de 2022 a 2027.

Com a retomada das atividades industriais no período de pós-pandemia, o Sistema FIEPE consolida-se como a principal representante do setor industrial e será a porta-voz de diversas demandas apresentadas pelos empresários da região do Araripe.

Daniela Batista, diretora regional da FIEPE do Araripe, fez um destaque do comparecimento e participação dos empresários da região que levantaram demandas que vão ajudar no desenvolvimento dos principais setores industriais.

Já para Bruno Salvador, diretor Administrativo da FIEPE, cada região do estado tem suas demandas específicas e com o Araripe não foi diferente. Para ele, existem temas que são transversais em todo o território de Pernambuco como as questões de logística e infraestrutura. Ele enfatizou que a FIEPE tem a articulação necessária para levar as demandas até as instituições competentes e contribuir com a resolução destes pleitos dos empresários.

De acordo com o diretor Financeiro da FIEPE, Felipe Coêlho, o processo de escuta aos empresários é o que há de mais importante dentro do Sistema FIEPE, uma vez que toda a política industrial é criada de acordo com as demandas solicitadas pelos empresários e seus sindicatos. “Esta reunião é fundamental, pois é a partir das sugestões recebidas que o Sistema FIEPE monta o seu planejamento estratégico pensando em executar ações com produtos e serviços que ajudem aos empresários. A defesa dos interesses da indústria é muito importante neste momento de retomada econômica para que possamos ter um bom diálogo com todas as instituições e assim o setor possa voltar a crescer e gerar emprego e desenvolvimento para Pernambuco”, destacou.

OS PRINCIPAIS PLEITOS

Os temas sugeridos foram linhas de crédito para instalação de energia solar nas indústrias, projetos de viabilidade econômica para utilização do Gás Natural Liquefeito (GNL), cursos e capacitações para a indústria 4.0, análises laboratoriais para produtos do agronegócio, recrutamento para profissionais da construção civil entre outros.

Claudia Cartaxo, superintendente do SESI-PE, afirmou que mesmo com a pandemia, a educação básica da escola de Araripina cresceu devido à qualidade de ensino que é ofertada atraindo alunos que são filhos e filhas dos trabalhadores da indústria regional.

Segundo Camila Barreto, diretora regional do SENAI-PE, as duas vertentes de atuação da instituição são a área de educação e de tecnologia e inovação especialmente na oferta de cursos e também capacitações para o mercado de energia renovável e treinamentos voltados para o amadurecimento da Indústria 4.0 a região como forma de aumentar competitividade das indústrias.

De acordo com Israel Erlich, superintendente do IEL-PE e da FIEPE, os empresários da região apontaram temas para os cursos e capacitações como compliance, RH na área digital, ESG, liderança entre outros. Ele acredita que estes temas ganharam notoriedade com a maturidade empresarial que a região vem alcançando desde a instalação da unidade regional da FIEPE.

compartilhe