Notícias

Notícias

ago 26, 2020

A confiança do empresário industrial de Pernambuco se mantém alta em agosto

O Índice de Confiança do Empresário (ICEI) pernambucano subiu 6,1% na passagem de julho para agosto e alcançou 58,8 pontos. Assim, o ICEI voltou a ultrapassar a linha divisória de 50 pontos, que separa a confiança da falta de confiança. A melhora na confiança se deve ao aumento do otimismo do empresário com relação aos próximos seis meses. Este resultado é o mais alto desde março de 2020, quando o índice chegou a 58,9 pontos.

No comparativo com agosto de 2019 (59,7), há uma queda pouco significativa, de 0,9 ponto percentual, o que significa que a confiança do empresário está voltando aos patamares de antes da pandemia. O índice de condições atuais aumentou 8,6 pontos em agosto, para 48,0 pontos. “O crescimento reflete uma percepção menos negativa dos empresários pernambucanos quanto às condições correntes, porém como o indicador ainda se encontra abaixo dos 50 pontos, a percepção é que a situação atual está pior do que nos últimos seis meses”, explicou Cézar Andrade, economista da FIEPE.

Em relação a agosto de 2019 (50,20), o índice caiu 2,2 pontos percentuais, o que indica que apesar da melhora em relação aos meses anteriores, a confiança com relação ao momento ainda sofre com os danos causados pelas medidas do distanciamento social.

Já em relação ao índice de expectativas dos empresários, de maneira geral, o cenário está otimista para os próximos seis meses. Em agosto, esse otimismo se tornou ainda mais disseminado. No mês corrente, o índice de expectativas cresceu 5,9 pontos frente ao mês de julho e atingiu 65,20 pontos, acima dos 50 pontos.

compartilhe