Notícias

Notícias

nov 13, 2019

CJE comemora novo momento de portas abertas aos jovens empresários

O Comitê de Jovens Empresários (CJE) estreou em grande estilo o seu novo formato. Na noite desta terça-feira (12), o coordenador do grupo, Rodrigo Veloso, lançou o reposicionamento do grupo no foyer da Casa da Indústria, abrindo as portas da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE) para jovens empresários de qualquer setor econômico. A iniciativa visa estreitar a cadeia produtiva, fazer negócios e impulsionar a economia local.

Para conversar sobre alternativas de geração de novos negócios, o evento contou com as participações de Camilla Cavalcanti, gerente executiva da Confederação Nacional da Indústria (CNI); Renzo Colnago, presidente do CINDES Jovem e o empresário Victor Carvalheira. Na abertura do debate, Veloso ressaltou que o grupo passa por um processo de amadurecimento e que a abertura do grupo foi inevitável em função do dinamismo da economia e da necessidade de mudança pela qual passa o mercado.

Sobre esse mote, Renzo compartilhou algumas ações realizadas pelo grupo do Espírito Santo, como o Ciclo de Informação, o Encontro e o Repense, que promove o Fórum de Empreendendorismo. Pela expertise com 80 jovens, o representante do grupo capixaba destacou a necessidade de um “ambiente rico para desenvolvimento pessoal, do acesso ao mercado e da importância da capacitação”, fundamentados que as Federações dispõem.

Já Camila disse que pensar em novas estratégias, focada em soluções para a competitividade da indústria, em negócios com potencial retorno financeiro e renovação de liderança é crucial para se manter no mercado e continuar crescendo. Ela aproveitou ainda a oportunidade para sugerir maneiras de associativismos e apresentou os benefícios que o jovem adquire ao fazer parte do Sistema Indústria, como conhecimento técnico, networking e estrutura empresarial.

Já o empresário do ramo de entretenimento, Victor Carvalheira disse ter ficado surpreso com o convite e comemorou a iniciativa do grupo, mostrando que o engessamento não é um bom caminho para quem deseja crescer. Carvalheira, que é diretor em empresa homônima, falou um pouco da sua trajetória no mundo dos negócios e inspirou os jovens presentes, sobretudo a acreditar no seu negócio e a não se intimidar com a conjuntura atual.

compartilhe