Notícias

Notícias

jul 24, 2020

Confiança do empresário industrial pernambucano volta a ficar positiva

Depois de três meses de quedas consecutivas, o Índice de Confiança do Empresário Industrial (ICEI) de Pernambuco volta a ficar acima dos 50 pontos. Isso quer dizer que o cenário ficou positivo depois que o índice marcou 52,7 pontos neste mês de julho, crescendo 9,2 pontos em relação a junho passado. A reabertura da atividade econômica do Estado foi o principal motivo para esta melhora – que não acontecia desde que as medidas de isolamento social foram impostas para conter a disseminação da Covid-19.

Na visão do economista da Federação das Indústrias do Estado de Pernambuco (FIEPE), Cézar Andrade, o  resultado é positivo, mas a situação ainda não é das melhores visto o que aconteceu nos últimos meses. “Percebemos isso quando analisamos com os números do ano passado. Nesta mesma época, o ICEI pontuava 59,8 pontos, e, de um ano para o outro, como se pode ver, despencou 7,1 pontos”, analisou.

Para chegar ao resultado geral (52,7 pontos), a FIEPE considerou as respostas dos empresários sobre os indicadores de condições atuais e os das expectativas econômicas. Em relação ao primeiro, percebe-se uma leve recuperação de 5,6 pontos na comparação a junho, fazendo com que o índice chegasse a 39,4 pontos.

Já o índice de expectativas quanto à confiança empresarial para o mês de análise, apresentou a mesma tendência de crescimento observada nos componentes anteriores. O indicador registrou crescimento de 11 pontos em relação a junho de 2020 (48,3) e chegou a 59,3 pontos. “Isso quer dizer que, agora, os empresários conseguem ter alguma previsibilidade quanto ao futuro, o que os deixa mais confiantes e com predisposição para investir”, disse o economista.

Métrica do ICEI

Elaborados mensalmente pela FIEPE com base nos resultados da Sondagem Industrial da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), os resultados para o ICEI acima de 50 pontos indicam que os empresários setoriais estão confiantes. Quanto mais acima de 50 pontos o índice estiver, maior e mais disseminada estará a confiança do empresariado em sua região.

compartilhe