Notícias

Notícias

jul 02, 2019

Diplomatas passam por imersão na indústria pernambucana

Vinte e sete diplomadas em formação do Instituto Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores visitaram a FIEPE nesta segunda-feira (01). Na ocasião, conversaram sobre a relação comercial de Pernambuco, o acordo entre a União Europeia e o Mercosul e os impactos para o Estado; e como o futuro da diplomacia brasileira pode ajudar comercialmente os estados do País. Entre os presentes, estavam o presidente do Sistema FIEPE, Ricardo Essinger, o conselheiro do Instituto Rio Branco do Ministério das Relações Exteriores, Francisco Novello, e a analista de Políticas e Indústria da Confederação Nacional das Indústrias (CNI), Ruth Fernández.

Na oportunidade, além da apresentação sobre o Sistema FIEPE e suas casas, o gerente de Relações Industriais, Maurício Laranjeira, e o coordenador do Núcleo de Economia da FIEPE, Cézar Andrade, apresentaram as particularidades da indústria e da economia pernambucana. Para Essinger, o momento é primordial, pois estreita e fortalece o diálogo entre as bases, o governo e a sociedade.

O encontro contou ainda com a contribuição de três importantes indústrias do Estado: a Baterias Moura, a Pamesa e a Vivix Vidros Planos. Maria Luiza Guerra, gerente de exportação da Baterias Moura, disse que não tem como falar de indústria sem falar de competitividade, ressaltando que os futuros diplomatas têm um papel importante na estruturação dos dados comerciais de países estratégicos para Pernambuco.

O gerente de Inteligência da Vivix, Bruno Brasil, ratificou a importância dos dados sobre mercados competitivos e frisou que, atualmente, conseguir essas informações ainda é um imbróglio para as empresas.

Já Marcus Ramos Júnior, diretor presidente da Pamesa, pontuou questões estruturais que impactam o mercado local, como o modal rodoviário e a cabotagem, os efeitos dos monopólios na economia local e a contribuição da APEX (Agência Brasileira de Promoção de Exportações e Investimentos) para a conquista de mercados fundamentais para o seu negócio.

O Programa de Imersão na Indústria Brasileira tem a finalidade de aperfeiçoar os funcionários do Ministério das Relações Exteriores e fortalecer o diálogo, a partir de uma parceria entre o Instituto e a CNI. Na tarde de hoje e amanhã, os diplomatas cumprem agenda de visitas em Suape, Pamesa e FCA.

compartilhe