Notícias

Notícias

jul 28, 2021

FIEPE Ambiental reúne especialistas e discute Marco Legal do Saneamento

Buscando esclarecer e discutir pontos sobre o novo marco regulatório do saneamento, o FIEPE Ambiental realizou mais um evento nesta terça-feira (27). A transmissão aconteceu a partir da Casa da Indústria e abordou temáticas como investimentos, impacto do saneamento para o setor produtivo e também sobre o cenário atual do saneamento no Brasil, que depende de investimentos para continuar avançando no País.

De acordo com o presidente do Conselho Temático de Meio Ambiente (Contema) da FIEPE, Anísio Coelho, é fundamental discutir o marco regulatório, que será responsável por modernização do setor de infraestrutura nacional e que permitirá o aumento dos investimentos nas redes de coleta e tratamento de esgoto e abastecimento de água. “Pelo o que vimos é um desafio da ordem financeira, mas fundamental para o desenvolvimento social e econômico”, frisou.

Entre as convidadas, Mariana Lodder, da CNI, trouxe alguns dados sobre a conjuntura do saneamento, destacando a perda de água e as mudanças positivas com a nova Lei do Marco, como as normas, os contratos, os recursos da união, a prestação regionalizada, entre outros pontos.

Já Maria do Socorro Branco, especialista em políticas e indústria, abordou sobre exemplos da segurança hídrica que podem beneficiar o saneamento, como as membranas filtradas, o reuso para preservar os recursos naturais e a dessalinização em projetos espalhados pelo Brasil.

A representante da BRK Ambiental, Ana Carolina Farias, ressaltou a visão do privado no esgotamento sanitário, que, apesar os avanços, ainda é um desafio para o setor. Segundo ela, 35 milhões não tem acesso à água e 100 milhões de pessoas estão sem acesso ao esgotamento sanitário, o que impacta diretamente à saúde das pessoas. Carolina frisou ainda a necessidade de se investir em eficiência para tornar os projetos viáveis.

compartilhe