Notícias

Notícias

abr 29, 2020

Sistema FIEPE realiza doação de 6,5 mil protetores faciais para hospitais do Recife

Para garantir que os profissionais de saúde estejam protegidos enquanto estão na luta contra o novo coronavírus, o Sistema FIEPE entregou, nestas segunda e terça-feira (27 e 28), 6,5 mil protetores faciais (face shields) a hospitais públicos e privados sem fins lucrativos do Estado. As máscaras, consideradas essenciais para aqueles que estão na linha de frente do combate à Covid-19, foram produzidas pelo SENAI, com a participação de empresas e de colaboradores da instituição e a utilização de recursos arrecadados por meio da campanha Pelos Heróis da Saúde, liderada pela FIEPE. A primeira remessa foi destinada ao IMIP (2,5 mil), Hospital Agamenon Magalhães (2,5 mil),  Hospital de Câncer de Pernambuco (1 mil) e Hospital da Restauração (500).


Coordenadora de Enfermagem no IMIP, primeira unidade a receber os equipamentos, a enfermeira Paula Oliveira agradeceu a doação em nome de todos os profissionais de saúde da instituição. “Esse é um EPI (equipamento de proteção individual) extremamente importante na luta contra essa doença. O profissional que está na linha de frente precisa ser protegido de todos os resquícios infecciosos que podem atingir seu rosto ou qualquer outra parte do corpo”, ressaltou a enfermeira. A gerente da Farmácia do Hospital Agamenon Magalhães, Márcia Freire, destacou que a doação irá beneficiar não apenas os profissionais de saúde, mas também aqueles que trabalham em serviços gerais e de manutenção, por exemplo. “Todas as pessoas que entram nas áreas com pacientes diagnosticados com a Covid-19 precisam utilizar EPIs. Por isso essa doação é importante”, explicou. 


A produção dos equipamentos só foi possível devido à parceria de diversas empresas e instituições. Do Parque Tecnológico de Eletroeletrônicos e Tecnologias Associadas de Pernambuco (Parqtel) veio o apoio para a confecção do protótipo que deu origem aos EPIs. Já a Tron ofereceu 10 mil hastes para os escudos faciais. Por fim, a Fibrasa doou parte do material utilizado na produção, a Ondunorte forneceu as caixas utilizadas para o transporte dos escudos faciais e as gráficas Real e Imograf apoiaram no corte do polímero. O restante da matéria-prima foi adquirida com recursos arrecadados por meio da campanha Pelos Heróis da Saúde, realizada entre 6 e 20 de abril. 


“O momento exige esforço e união. Os profissionais que estão na linha de frente desse combate precisam estar protegidos contra essa doença, tanto para terem sua saúde preservada quanto para continuarem ajudando a quem precisa. Essa é apenas a primeira contribuição da campanha, esperamos fazer muito mais”, frisou o empresário e coordenador das ações da Campanha Pelos Heróis da Saúde, Marcelo Tavares de Melo. O apoio veio, também, do Sindicato da Indústria de Material Plástico do Estado de Pernambuco (Simpepe) e do Sindicato das Indústrias Gráficas, Editoriais, de Cartonagem, de Envelopes e de Formulários Contínuos do Estado de Pernambuco (Sindusgraf).


A confecção dos face shields foi feita em uma linha de produção montada no SENAI Santo Amaro, por profissionais voluntários da instituição. De acordo com a diretora regional do SENAI Pernambuco, Camila Barreto, a produção de máscaras seguirá durante todo o mês de maio. A ideia é que mais hospitais e profissionais de saúde possam ser beneficiados pela ação. “Sabemos o quanto esses EPIs são necessários e o quanto está sendo difícil encontrá-los prontos no mercado. Por esse motivo, o SENAI Pernambuco está colocando seu conhecimento, profissionais e maquinário à disposição da sociedade, no momento em que ela mais precisa. Estamos desenvolvendo uma série de ações, sempre com o intuito de transformar vidas”, frisou.

compartilhe